Outros textos

Esta será a minha “zona de intervenção”. Não vou escrever muito nem depressa. Estou farto de SMSs e de fast writing, bem como da sua inevitável superficialidade. Procurarei portanto escrever só quando achar que tenho alguma coisa de interesse para dizer. Citando Miles Davis sobre o improviso no jazz “se não tens nenhuma ideia boa mantem-te em silêncio até que ela apareça”

»»««

Liliput
Um encontro raro
Aconteceu em Las Vegas
Mafalda e as eleições
Caldas da Rainha
Sobre a manif da “Geração à Rasca” aconselho ler ISTO
A insustentável leveza da ética
Os nossos comentadores políticos

Anúncios

3 respostas a Outros textos

  1. Samuel diz:

    Em cheio! Tanto um, como o outro.
    Os comentadores ainda vou vendo; já os castings “artísticos”, recuso terminantemente.

    • maria jose guerra diz:

      Se esses tristes espetáculos como os “castings” existem é porque têm audiência.
      De quem é a culpa? A televisão dá aos espetadores aquilo que eles gostam de ver. Ou será que eles só consomem porque a televisão dá? Seria a história do ovo e da galinha se não soubessemos que a televisão também dá (embora em doses infinitamente mais pequenas) programas culturais com algum nível que os espetadores não consomem.
      Pronto! Concordo que os responsáveis pela programação televisiva perderam completamente a vergonha e o senso moral e só pensam em ganhar o seu… mas… mas o que os indíces de audiência nos mostram é que eles se limitam a explorar o lado “voyeurista” da alminha lusa.
      Talvez possamos concluir que os telespetadores não têm sentido crítico e moral. É natural. A maioria deixou de pensar ou tem o cérebro formatado pelos comentadores – verdadeiros homens-enciclopédia, capazes de opinar com a mesma segurança sobre política, arte, finanças e futebol.
      Porque é que havemos de nos cansar se temos pessoas tão inteligentes que pensam por nós? Isto está tudo ligado!
      Eu cá, quando for grande quero ser professora (para poder ser comentadora).

  2. A. C. C. Ramalho de Madureira diz:

    Entrego-me à fustigação (salvo seja!) por me ter identificado com tanta letra, sendo que A. Madureira é suficiente e sensato; esclareço, contudo, que, havendo uma tradutora e uma actriz usando (ambas) A. Madureira, ocorreu-me que talvez não quisessem estas ser confundidas com o exemplar de primata feminino que aqui se assina.
    Muito haveria (haverá) a dizer sobre o papel dos comentadores políticos e, ainda mais, sobre os efeitos tantas vezes danosos destes e dos “media”sobre o público.
    Dos órgãos de comunicação social espero que informem, eduquem e entretenham (má e preguiçosa tradução para “entertain”), por esta ordem. Os “media” devem facilitar a participação do cidadão na vida pública, devem ser um meio de desenvolvimento de processos sociais, culturais, e outros; aqui, o mensageiro será também a mensagem. Esta ambivalência só é eficaz, se responsável .
    Aqui, entram os tais comentadores: assistimos, em muitos e chatíssimos casos, à prevalência despudorada de narcisismos sobre análises competentes, à primazia da propaganda tosca sobre a informação criteriosa e fundamentada, à prioridade dos ajustes de contas, apoiados em simplificações primárias, sobre a transmissão plural e entendível do panorama em volta.
    A população, não tendo, na generalidade, cumprido com a sua parte “nisto”(!!), ou seja a democracia participativa (muitas e graves são as razões desta demissão), agradece que os comentadores espirgadem ou glorifiquem, projectando-se, assim, enquanto parte do todo, num nível de reflexão e de linguagem que lhes é familiar, para menos excluída se sentir.
    Será que o jornalismo já morreu? Não há, então, informação?
    Sim, sou chata; se não me tiver assumido já como a “carraça- mor” deste blog, virei ainda a escrever (mais curtinho) sobre a tal função educativa e a de entretenimento.
    Castings? Não será esta a designação eufemística e pós-moderma para manifestações sado-masoquistas? “Passem-me os sais, por favor, estou agoniada”. A. M.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s